Vantagens da diversidade

A vantagem da diversidade: a transferência de conhecimento sobre a integração dos migrantes

Dez diferentes localidades da Europa alargada partilharam os seus conhecimentos, experiências e boas práticas sobre a integração dos migrantes no passado dia 7 de Junho em Veneza, Itália, no âmbito da atividade internacional de três dias “Reequacionar a coesão urbana nas cidades europeias, “segunda etapa transnacional do projeto URGENT.

“URGENT – Regeneração Urbana, Rede Europeia de Cidades” (regeneração urbana, as cidades europeias de rede) é um projeto de dois anos financiado pelo Programa “Europa para os cidadãos” do programa, que visa promover a coesão social nas comunidades locais melhorando a integração dos migrantes através do desenvolvimento de políticas urbanas, da promoção do diálogo intercultural e o uso de áreas públicas.

O evento foi uma oportunidade para compartilhar soluções criativas que visam introduzir mudanças positivas a nível local. Autarquias, associações da sociedade civil, académicos e cidadãos comuns compartilharam seus saberes destacando a necessidade de uma ação por abordagens que envolvam simultaneamente vários atores locais, colocando em rede os recursos e os conhecimentos que já existem em todos essas comunidades.

Intervenientes internacionais e locais tiveram a oportunidade de debater e de partilhar experiências no seminário público realizado no dia 7 junho. A sessão de abertura foi moderada por Laura Fregolent, Universidade IUAV de Veneza, com contributos de Veronique Daugent, chefe da unidade cultural do Bureau Regional da UNESCO para Ciência e Cultura na Europa, Luisella Pavan-Woolfe, responsável pelo Bureau do programa do Conselho da Europa em Veneza, Giuseppe Aiello, Representante da região de Veneto, e Aldo Xhani, coordenador de programas de cidadania europeia da ALDA, que destacou a necessidade de ser desenvolvido um modelo governança como um elemento fundamental para promover eficazmente a integração dos migrantes nas nossas comunidades.

Josefina Perez Espino de RECFronteras, compartilhou uma perspectiva interessante sobre o problema das migrações do outro lado do mundo. Ela veio participar na conferência para abordar as semelhanças e diferenças entre o processo de migração nos EUA-México e na Europa. Sob a moderação de Elena Ostanel, SSIIM Cátedra UNESCO da Universidade IUAV de Veneza, o segundo painel contou com os contributos de Marcello Balbo, diretor da cátedra SSIIM UNESCO, Universidade IUAV de Veneza, de Lorna Muscat, representante da SOS Malta e coordenadora do ” Caminho de migração “projeto LADDER, e Francesca Lionetti, representante programa Cidades Interculturais do Conselho da Europa.

A última sessão, presidida por Giovanna Marconi, SSIIM Cátedra UNESCO da Universidade IUAV de Veneza, foi dedicada à valorização de políticas locais específicas identificadas como boas práticas. Natalia Maramotti vereadora do Município de Reggio Emilia com os pelouros da segurança, da cultura, da legalidade e da cidade histórica, Gianfranco Bonesso, representante do município de Veneza, Jean-François Maljean, coordenador do projeto do município de Etterbeek (Bélgica) e Alexander Van Leuven, coordenador do projeto da identidade positiva e educação social do município de Mechelen (Bélgica), apresentou exemplos e histórias de sucesso.

recursos:
Saiba mais sobre o projeto URGENTE
entrevistas em vídeo
galeria de fotos do evento