CEPAC | FORMAÇÃO – Migrantes e Saúde

Nos dias 16 e 17 de Novembro foi realizado o I congresso de ciências sociais e humanas e saúde na Escola Superior de Tecnologias da Saúde de Lisboa com o objetivo de mostrar a estudantes e a profissionais de saúde os desafios das ciências sociais e humanas no contexto da saúde.
O congresso foi realizado em dois dias distintos em que no primeiro dia foram abordados temas mais ligados ao envelhecimento e saúde e no segundo dia temas ligados à saúde mental e a Migrantes e Saúde.

No âmbito deste painel “Migrantes e saúde” o Cepac foi convidado a participar no mesmo dando a sua contribuição na experiencia que tem em trabalhar com imigrantes no ramo da saúde, principalmente na área da psicologia e psiquiatria.

Foi dado uma noção geral à plateia presente do que é o cepac, o que faz, qual a sua missão, visão e valores e qual o nº de utentes atendidos especificando principalmente os utentes atendidos na área da saúde.

Foi falado também pela oradora Carla Oliveira quais as competências técnicas que um profissional de saúde deverá ter no trabalho com imigrantes e quais as barreiras que esses mesmos técnicos se deparam ao trabalhar esta temática da imigração dentro de uma área tão complexa como a da psicologia.

Algumas questões referentes ao trabalho do cepac foram questionadas pela plateia e algumas dúvidas e esclarecimentos foram dados aos mesmos.

Foi um debate aberto em que se tentou des (construir) a temática da migração como fator de não aculturação ao país de acolhimento, neste caso Portugal.

Novas oportunidades deveriam surgir para que esta temática da imigração fosse vista de outra forma não estereotipada e que as barreiras de acesso à saúde fossem ultrapassadas.

Fonte : informação CEPAC, Facebook